Por isso que a vida é boa!

No dia a dia, na vida de casa, trabalho, família, você sabe a hora de parar? Encontra dificuldade em dar stop em coisas rotineiras? É preciso saber a hora de respirar e ter conhecimento do seu limite, do seu stop.

 

Carol Paiffer presidente da Atom, entende de stop. Já se machucou em corrida porque não parou na hora certa e aprendeu uma lição aí. Se o corpo pede a gente para. No mercado financeiro também deve ser assim.

 

Na Atom uma das principais experiências dos traders passa pelo momento de saber parar.  A metodologia da Atom revela ao aluno quanto de prejuízo é possível ser absorvido em determinado trade. O trader toma as rédeas da situação dessa forma, sabendo onde, quando e porque deve parar em uma operação.

 

Essa adequação do stop no trading serve de adequação para vida. Em muitos sentidos é preciso saber a hora de fazer a análise correta, entender os prós e contras dos caminhos em que nos encontramos, saber dizer não ou simplesmente parar.

 

Essa parada é compensatória. Proibe o trader de começar a perder ou de perder ainda mais.

 

O mercado financeiro é o reflexo de quem é o trader no dia a dia, nos relacionamentos e comportamentos. Quando se passa a observar e analisar cada passo em uma operação, o momento do stop é proveitoso para ver a si mesmo. Olhar erros, se perguntar se é preciso chegar ao limite, se é preciso devolver todo o ganho que obteve no mercado.

 

Muitas dicas da Carol sobre stop nas operações:

 

  • O primeiro ponto importante não é onde se coloca o stop mas sim tomar conhecimento do stop naquela situação. A pergunta é: qual é o tamanho da perda que você pode tomar em uma operação?

 

  • O que faz do trader um vencedor é a capacidade de ler o mercado e manter seu stop pequeno. Stops muitos grandes são iguais à grandes perdas;

 

  • Diminuir os lotes para que o valor financeiro possa ser revertido e não se torne problema na operação, não deve ser esquecido;

 

  • Trader iniciante não faz medio. Faz medio os traders com mais experiência, a fim de aumentar a posição, como a Carol faz no VWAP, por exemplo. Comprar errado seguidamente e aumentar o stop é perda na certa;

 

  • Admitir que está errado faz parte do jogo. Não deixar que um erro aumente e se torne uma bola de neve deveria ser prática habitual;

 

  • Reverter uma operação que saiu errado, pode ser um grande alívio. O erro está em querer reverter toda  operação que começa errada, a fim de relembrar aquela eu deu certo uma única vez;

 

  • Tomar stop faz parte do mercado financeiro. Todo trader toma. Conseguir reverter uma operação também acontece muitas vezes. O que não deve estar presente em nenhuma situação é a ansiedade e a euforia;

 

  • Somente sorte, sem nenhum alinhamento com a situação, leitura de mercado e estratégia fina, não reverte operação;

 

  • Se um stop ocorreu, respire. Antes de investir em uma nova estratégia analise se a estratégia está sendo usada corretamente. Lembre do seu limitador e da quantidade de pontos que admitiu perder;

 

  • Stop não tem número exato. Se vai ser de 2, 3, ou 4 pontos depende da estratégia do trader, de onde ele entrou na operação;

 

  • O stop deve ser combinado antes de iniciar a operação. Durante a operação os fatores emocionais estão mais aflorados e fica mais difícil decidir racionalmente o porque de mudar o stop de lugar.

 

 

Na Atom o trader é livre para praticar no simulador em preparação rumo à mesa real. A única coisa que o trader não pode fazer é tomar stops consecutivos, distanciando-se da disciplina e humildade que o mercado pede aos vencedores.

 

Não tenha pressa. Opere menor para diminuir as chances de tomar stops, pois quem acerta operando pequeno, vai acertar depois operando grande. E leve essa lição para a vida.

 

atomeducacional.com.br

 


Deixe um Comentário